Quem sou eu

Minha foto
Jornalista, fundador e editor do Jornal do Mosqueiro, atualmente preside a AJORMAP - Associação dos Jornais e Mídias Alternativas do Estado do Para.

segunda-feira, fevereiro 14

Belém/Mosqueiro via Icoaraci e Outeiro: Cadê a ponte Dudu?

Até o momento a promessa da ponte ligando Mosqueiro a Outeiro, feita pelo prefeito de Belém, Duciomar Costa de encurtar a distância e o tempo de acesso até Belém, para muitos, não passou de um "factóide oficial da Prefeitura de Belém".
O prefeito, enrolado até o pescoço com notícias de denúncias, principalmente vindas da área de saúde municipal, teve um bom motivo em 2009 para tentar desviar o foco da grande imprensa e de seus opositores - anunciou a construção de uma ponte Outeiro-Mosqueiro no valor de 300 milhões de reais. Tal projeto estaria pronto em abril de 2009. O resultado dessa promessa é que não se viu mais nenhuma notícia sobre a nova ponte por parte da prefeitura e muito menos do projeto.
Aliás, nesse período, a única notícia que tivemos foi a construção e inauguração de uma ponte para Mosqueiro. É isso mesmo! Porém, o Mosqueiro privilegiado é outro, o de Aracajú no Estado de Sergipe, conforme postagem deste blog acima (Na foto acima a Ponte Belém - Mosqueiro no "Furo das Marinhas", construída em 1976).
Anunciou o alcaide que a PMB iria construir uma nova malha rodoviária ligando Belém a Mosqueiro, através de Outeiro a um custo avaliado de 300 milhões de reais. Falou-se até em 150 milhões de Euros. O projeto, iclusive, anunciou o prefeito em 2009, estaria concluído em abril daquele ano, mas até agora nada! Veja abaixo um dos noticiários sobre a costrução da nova ponte.

A interligação Belém-Mosqueiro por rodovias de acesso e quatro pontes nos distritos de Icoaraci e Outeiro é hoje a principal estratégia de crescimento de Belém, disse ontem (11/03/2009) o prefeito Duciomar Costa, durante sobrevoo na área do projeto, que deve ser concluído até mês que vem, com orçamento estimado em R$ 300 milhões. (Na foto acima o mapa onde seria erguido a nova ponte e a linha em amarelo seria o trecho da malha viária com a ponte). A expectativa é reduzir o tempo da viagem em mais de 50 minutos e a distância em 60 quilômetros entre Belém e as duas ilhas.
Duciomar Costa sobrevoou de helicóptero os distritos para definir a localização exata dos acessos viários e das pontes que vão constar do empreendimento. O projeto trará, com detalhes, o levantamento topográfico da área, das estradas que serão abertas e das quatro pontes que serão construídas para efetivar as interligações Icoaraci-Outeiro e Outeiro-Mosqueiro, além do estudo geológico e de impacto ambiental.
A conexão entre Outeiro e Mosqueiro é inédita. Vai possibilitar que a distância entre Belém e a ilha, a partir da ilha de Caratateua, seja reduzida de cerca de 60 quilômetros para apenas três. A iniciativa do projeto, segundo o prefeito, é hoje a mais importante estratégia de crescimento da capital, já que a cidade, hoje, só pode crescer para as ilhas.
BLOQUEIO - Na análise do secretário municipal de Urbanismo, Sérgio Pimentel, Ananindeua, na Grande Belém, passou a bloquear o crescimento de Belém no continente. ‘A longo prazo esse projeto significa crescimento acelerado para Icoaraci, Outeiro e Mosqueiro. Com a interligação, Mosqueiro seria para Belém o que a Barra da Tijuca representa hoje para o Rio de Janeiro’, comparou. Assim, a capital do Estado teria, de ponta a ponta, de um extremo ao outro, a interligação pelos rios.
De um lado, a orla que chega com o projeto Portal da Amazônia; de outro, os distritos de Icoaraci, Outeiro e Mosqueiro com infraestrutura e malha viárias apropriadas. O secretário municipal de Urbanismo, que acompanhou o prefeito no sobrevoo, informou que o valor de R$ 300 milhões compreende investimentos na obra como um todo, como pontes, rodovias de acesso, urbanização da área, mais iluminação pública.
Sérgio Pimentel disse ainda que os estudos que vão compor o projeto básico definirão, por exemplo, se a principal ponte da interligação será ou não estaiada, ou seja, com cabos de aço ou estaios, no mesmo modelo da ponte da Alça Viária. O projeto executivo trará o detalhamento do projeto básico, e as etapas da execução.
CAPACIDADE - ‘Belém está confinada e precisamos destravar isso, que é o que prevê o Plano Diretor Urbano (PDU). Também vamos fazer um projeto específico para produzir planos diretores específicos para as ilhas’, reiterou o prefeito. A principal ponte que vai interligar os dois distritos de Belém terá 1,5 mil metros. Também constarão do projeto básico outras três pontes; a primeira delas vai fazer a ligação entre Icoaraci e Outeiro, substituindo a existente hoje.
Duciomar Costa ressaltou que a nova ponte que fará a ligação entre Icoaraci e Outeiro será projetada para suportar veículos pesados, já que a atual não tem condições e nem capacidade para absorver o impacto de grandes cargas. O projeto de interligação viária com as quatro pontes será licitado para início imediato das obras, em maio. Segundo o prefeito, os recursos para garantir a execução da obra serão próprios, com a parceria do governo federal. Matéria veiculada em 12/03/2009

9 comentários:

  1. Essa obra é viavel e seria um sucesso, poderia ser feita por etapa interligando a ilha de Mosqueiro com Ananindeua, e/ou Bem Fica, em assim sendo ja desafogaria o tráfico da BR 101, e encurtaria a distância e o gasto dos 300 milhoes para bem menos, sem contar que surgiriam novos bairros residencias ao longo dessa rodovia,surgindo assim novas opções de moradia e deveria ser atrelado a um plano de fomento ao turismo, sugestão: ao desapropriar as terras para construção da rodovia as áreas remanscentes dos lotes atingidos serem disponibilisados para a rede hoteleira e de restaurantes gratuitamente (pois esses terrenos ja foram pagos quando da indenização por que não tem como pagar indenização de parcela pela lei tem que indenizar a propriedade), criando assim um atrativo turistico em vez de invasões e favelas ao longo dessa nova rodovia, um trabalho de marcketing, e oferta a investidores em hotelaria seria uma grande jogada para desenvolver o turismo em Mosqueiro um dos lugares mais lindo do mundo.

    ResponderExcluir
  2. Orlando, me chamo Aline e moro no Paraná, estava procurando na internet por alguem que fosse de mosqueiro e pudesse me ajudar, ou pelo memos me orientar de onde possa conseguir ajuda. O caso é o seguinte, minha mãe mora ai em Mosqueiro e perdi o contato com ela, a unica referencia que tenho é que o atual marido dela é dono de um restaurante proximo a praia, nada mais, não sei nem o nome da praia e nem do restaurante, o nome da minha mãe é Regina Célia Meneses Duarte, se naum me engano ela nasceu em 01/08/ 1970, mas não tenho certeza dessa data, por favor, me ajude, quero ao menos o telefone de alguma radio dai que preste esse tipo de serviço, preciso muito entar em contato com ela, ela tem outros filhos alem de mim que sentem a falta dela, desde já agradeço...

    ResponderExcluir
  3. Aline, sou titular deste Blog e vou lhe ajudar mas preciso ki você mande seu contato e-mail, telefone etc. Você postou seu comentário mas esqueceu de deixar seu contato. O meu e-mail é: orlabrito@yahoo.com.br e o telefone (91)8396-1345 / 8865-5577. Aguardo seu contato, enquanto isso já vou procurar pela sua mãe.Um abraço!

    ResponderExcluir
  4. Orlando, te enviei um email com meus contatos, me responda assim que puder por favor, muito obrigada!

    ResponderExcluir
  5. Jah te respondi, tudo bem com o email dessa vez? chego direitinho? Bom diaa!

    ResponderExcluir
  6. Ola Orlando, passo por aqui todos os dias, para ver se vc tem alguma resposta, alguma novidade? Desde de jah agradeço.

    ResponderExcluir
  7. Quando puder me responda, por favor, estou anciosa por alguma resposta, qualquer novidade estou aguardando anciosa por aqui todos os dias. Obrigada

    ResponderExcluir
  8. plubique mais sobre a ponte!!! obrigada!

    ResponderExcluir
  9. oi gostaria que me ajuda se era sobre um trabalho de jeografia que tenho que entregar na quarta feira sobre a urbanização de outeiro ontem hoge. obrigado andreia

    ResponderExcluir